Outras Notícias

MARCA OESTE/PORTUGAL

 

 

 

 

 

A Oeste CIM - Comunidade Intermunicipal do Oeste, entidade constituída pelos 12 municípios da Região Oeste, onde naturalmente se inclui Torres Vedras, e cujo Conselho Intermunicipal é presidido por Carlos Miguel, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, criou em 2013 a Marca Oeste-Portugal.

 

A criação da marca Oeste-Portugal tem como principais objetivos:

 

- Definição de uma visão objetiva e focalizada para toda a Região Oeste Portugal, promovendo o seu desenvolvimento interno e a sua capacidade de afirmação externa;

- Promover o empreendedorismo, atração de investimentos e prestação de serviços de assistência empresarial;

- Aumentar a competitividade e visibilidade da Região;

- Contribuir para o desenvolvimento sustentado da economia da Região;

- Dar a conhecer ao público em geral o que se faz na Região.

 

Neste sentido, propomos às empresas torrienses que adotem este logótipo para os seus produtos, associando-os a uma região de excelência, empreendedora e com produtos de enorme qualidade, numa afirmação clara de uma região, o Oeste.

Poderá consultar o manual de normas de utilização do logotipo no seguinte aqui (+)

 

 

ESTRATÉGIA DE MARKETING REGIONAL E INTERNACIONAL

Solicitamos ainda a vossa orientação para o desenvolvimento da estratégia de marketing regional e internacional, para uma maior afirmação da Marca Oeste Portugal, através do questionário que se encontra aqui(+).

 

O que se prentende?

Numa fase inicial dos trabalhos estão a ser identificados e caracterizados os elementos regionais que deverão integrar a Marca Oeste Portugal garantindo a sua força e representatividade no mercado nacional e externo. Posteriormente serão definidas ações concretas a implementar para garantir o reconhecimento do território e dos produtos Oeste Portugal, bem como a promoção e entrada conjunta em mercados estratégicos.

A capacidade de afirmação da região depende também da capacidade das suas instituições e empresas para fazerem face a desafios globais, e é neste contexto que se torna relevante identificar as forças e as fragilidades do tecido empresarial e institucional da região, no sentido de encontrar mecanismos/serviços internos de apoio.

 

Publicado em 19/02/14


um projecto da Câmara Municipal de Torres Vedras
desenvolvido por Slingshot